Como descartar motor elétrico?

Na indústria e no comércio quase tudo o que exige eletricidade tem um motor elétrico e, quando o mesmo não estiver mais em condições de ser utilizado, é preciso fazer o descarte corretamente para não prejudicar o meio ambiente.

Ao fazer a troca do motor, o ideal é enviá-lo para o fabricante ou empresa especializada que se responsabilize pela destinação adequada do item. Dessa forma, uma equipe treinada poderá fazer o desmanche dos equipamentos, respeitando as normas da segurança do trabalho e captando de maneira correta resíduos como óleo e borracha, evitando a contaminação do solo.
Os motores elétricos têm em sua composição grande quantidade de cobre e ferro que, ao serem reciclados, podem retornar à indústria em forma de matéria-prima.

Motor antigo X Meio ambiente

O descarte do motor elétrico não ocorre necessariamente quando o mesmo parou de funcionar em decorrência de algum problema. Empresas que possuem motores elétricos antigos devem atentar-se às questões ambientais e de sustentabilidade e, por essa razão, é recomendado efetuar a troca do equipamento. Itens com esse perfil apresentam alto gasto de energia, o que, além de impactar financeiramente, impacta também o meio ambiente.

No Brasil, de acordo com Ministério de Minas e Energia, a indústria consome 43,7% de toda energia elétrica nacional e a força motriz em operação usa 68% dessa energia elétrica. Sendo assim, constata-se que aproximadamente 30% de toda a energia elétrica do Brasil é consumida por motores elétricos.
Mas como os motores antigos podem ser prejudiciais ao âmbito ambiental?

Processo de geração de energia

A principal fonte de energia são as hidrelétricas, responsáveis em torno de 90% por sua geração. Essa energia é gerada pela correnteza dos rios, que faz girar turbinas instaladas em quedas d’água. O grande problema ambiental é a necessidade de represar os rios. Vastas regiões são alagadas, o que provoca alterações no ecossistema.
Em seguida, vem as termelétricas, que atuam com a queima de combustível – carvão e gás natural são os mais usados.
Por essa questão, atrelada a alguns riscos que os motores antigos podem trazer (como curto-circuito elétrico, explosão e incêndio), é recomendada a troca do equipamento por modelos mais modernos, mas sem esquecer de descartar corretamente aquele que não for mais utilizado. A somatória de ações garante à sua empresa ou comércio mais eficiência e ao meio ambiente o respeito que ele merece.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.