Entendendo a diferença entre lixo e resíduo para mudar a definição dos conceitos

© Depositphotos.com / Baloncici O lixo pode ser definido como tudo aquilo que não tem mais utilidade e não pode ser reciclado, enquanto o resíduo é composto por restos e pode ser reciclado.

A maior parte das pessoas confunde os termos resíduo e lixo, que possuem definições bem diferentes e que precisam ser compreendidas para que a sociedade possa tomar as corretas atitudes em relação a cada um desses problemas urbanos.

O lixo é definido como qualquer tipo de item que não tem mais utilidade e não pode ser reutilizado, esteja em estado líquido ou sólido. Resíduo, por sua vez, é o nome dado à sobra de material, que pode ser reutilizado de outra forma por outra pessoa em determinado momento.

A relação entre o lixo e o meio ambiente

Com o crescimento constante da população mundial e o aumento indiscriminado da geração de lixo, o meio ambiente vem sofrendo maciçamente com a forma como ele é eliminado. A poluição das águas e dos solos é crescente, uma consequência da falta de tratamento adequado para o lixo — que, muitas vezes, é simplesmente acumulado em grandes descampados ou em córregos e rios.

A partir da urgência em se resolver a questão, surgiu a sustentabilidade como forma de modificar e transformar o que é lixo em material reutilizável, seja ele orgânico ou inorgânico. Essa transformação cultural vem acontecendo aos poucos, mas cada vez mais tem se tornado uma realidade no mundo.

Lixo X Resíduos

Como já foi dito, lixo é tudo aquilo que não tem mais utilidade e não pode ser reciclado, enquanto o resíduo é composto por restos. O resíduo é reutilizável, e pode ser reciclado ou remanejado para outra pessoa ou função.

Com base nessa diferenciação, é fundamental que as pessoas contribuam para a coleta seletiva dos resíduos, separando-os de acordo com seu tipo: plástico, vidro, alumínio e papel. Os resíduos separados são encaminhados para a reciclagem e retomam à cadeia de consumo como produtos novos. A coleta de resíduos recicláveis, portanto, agita a economia, reduz os gastos das empresas e dá oportunidade a catadores que fazem coletas pela cidade.

O destino do lixo, por outro lado, é a incineração — que deve ser feita da forma adequada e em algum local apropriado para isso. A grande questão das grandes cidades é como fazer esse processo com o mínimo de dano ao meio ambiente, já que os líquidos que escorrem da decomposição desse lixo e seus gases podem emanar fumaça perigosa aos seres vivos.

Portanto, não existe coleta seletiva de lixo, já que todo lixo é inutilizável. O termo certo é coleta seletiva de resíduos para fins de reciclagem.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.

  • seta