Qual a diferença entre ecodesenvolvimento e desenvolvimento sustentável

Você já percebeu como, atualmente, as questões e conceitos ambientais se tornaram tema de destaque em telejornais, notícias, debates e até mesmo em ações publicitárias
ou de marketing de empresas e organizações que, não necessariamente, tem real intenção de ajudar o meio ambiente?

© Depositphotos.com / WDGPhoto O investimento em fontes de energia alternativas é um dos principais objetivos do desenvolvimento sustentável.

Pois é, embora seja extremamente necessário que questões ambientais sejam amplamente difundidas e discutidas por todos nós, salienta-se que de nada adianta a promoção desses conceitos se os mesmos não forma corretamente explicados à
população.

Assim, um erro considerado muito comum é a confusão relacionada aos termos “desenvolvimento sustentável” e “ecodesenvolvimento”, que, embora similares, não são equivalentes.

Ecodesenvolvimento
O conceito de ecodesenvolvimento foi primeiramente inaugurado e difundido no ano de 1974, após a Conferência de Estocolmo, pelo Secretário da conferência Maurice Strong. Segundo Mauricie Strong, o ecodesenvolvimento pode ser compreendido como um desenvolvimento dependente de suas forças próprias, cujo objetivo é responder a evidente problemática da harmonização dos objetivos econômicos e sociais provenientes do desenvolvimento, com uma gestão ecologicamente prudente, tanto dos recursos como do meio.

Percebe-se que a definição estabelecida para “ecodesenvolvimento” pressupõe uma preocupação nítida com aspectos econômicos, sem, ao mesmo tempo, desconsiderar aspectos e contextos ambientais e sociais.

Desenvolvimento sustentável
Já o “desenvolvimento sustentável” teve sua difusão a partir da década de 1980, sendo um termo originariamente anglo-saxão (Sustainable Development), utilizado pela IUCN (International Union for Conservation Nature).

A sua ideia principal está enraizada na noção de ecologia, uma vez que o desenvolvimento sustentável visualiza a natureza com seus próprios valores de ciclos, ordem e padrão, que devem ser sumariamente respeitados a fim de que não sejamesgotadas tanto suas possibilidades como suas fontes de recursos, tanto para essa geração como para as gerações futuras que dele dependerão.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.