O que são áreas de proteção permanente

Muito se fala, mas poucas pessoas sabem efetivamente o que são áreas de proteção permanente. Porém, antes de explicar mais afundo o tema, é preciso saber o que faz um especialista em proteção ambiental. Pois bem, trata-se de um especialista que supervisiona os esforços para preservar os recursos naturais e que se certifica de que o ambiente permanecerá disponível para gerações futuras.

Eles participam de atividades para se certificar de que a água potável é segura e respondem a derramamentos de materiais perigosos, por exemplo. Estes indivíduos também desenvolvem programas ecológicos e produzem relatórios relacionados, além de estender a mão para o público e manter os seus projetos em curso.

Ele apoia programas que visam resolver problemas neste setor, usando o seu conhecimento técnico para ajudar a facilitar projetos que visam manter sob controle a poluição do ar, de águas residuais e descarte de resíduos perigosos. Este tipo de profissional tem de desenvolver protocolos com as maneiras corretas de realizar estas iniciativas ambientais ao planejar, projetar e implementá-las. Compreender os princípios orçamentários também é necessário para atuar neste cargo.

Instituídas pelo Código Florestal (Lei nº 4.771 de 1965 e alterações posteriores), as áreas de preservação permanente são territórios protegidos por lei, além de que são considerados ambientalmente vulneráveis e frágeis. Vale ter em mente que esses locais podem ser públicos ou privados, em regiões urbanas ou rurais, cobertas ou não por vegetação nativa.

Os princípios básicos das Áreas de Proteção Permanente são:

– Garantir condições de bem-estar;

– Proteger o solo prevenindo a ocorrência de acidentes associados ao uso inadequado de encostas e morros;

– Evitar enchentes;

– Prevenir a poluição das águas e assoreamento dos rios;

– Garantir refúgio para a fauna e flora, e preservar os corredores ecológicos;

– Conter deslizamentos de terras e rochas;

– Garantir a permeabilidade do solo e do regime hídrico;

– Evitar o desabastecimento de água;

– Assegurar água de qualidade e limpa;

– Conter a erosão do solo;

– Proteger áreas úmidas, restingas ou veredas;

– Proteger as regiões de várzeas;

– Abrigar exemplares da fauna ou da flora ameaçados de extinção;

– Formar faixas de proteção ao longo de rodovias e ferrovias e tantos outros detalhes.

Créditos das imagens
Destaque
Foto 1
Foto 2

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.