Saiba quais os danos causados pelo descarte inadequado de lixo eletrônico ao meio ambiente

istock.com / dzejdi Estima-se que 90% das peças de aparelhos eletrônicos comuns possa ser reciclada.

A tecnologia alterou muitos dos hábitos humanos, inclusive os de consumo. Com o avanço e as mudanças constantes, milhares de aparelhos eletrônicos antigos são jogados fora diariamente. Seu descarte, porém, deve ser feito com alguns cuidados para evitar prejuízos ao meio ambiente e à saúde humana.

Danos causados pelo descarte inadequado de lixo eletrônico

Todo descarte inadequado de lixo, seja ele de qual tipo for, prejudica o meio ambiente por meio do aumento da poluição e da possibilidade de contaminação do solo e das águas. No caso do lixo eletrônico, esse problema se torna ainda maior, uma vez que os aparelhos eletrônicos são compostos por substâncias tóxicas como chumbo, mercúrio e berílio.

Essas substâncias, quando depositadas em locais impróprios e sem os devidos cuidados, podem contaminar gravemente o ambiente, causando problemas de saúde pública. Além disso, esses dispositivos são formados por materiais que levam muito tempo para se decompor naturalmente, como vidro e plástico. Isso significa que o descarte inadequado do lixo eletrônico também causa o acúmulo de itens que ficarão na natureza por séculos.

Para coroar o problema, há também a questão do desperdício, já que muitos desses aparelhos são jogados fora mesmo que ainda apresentem boas condições de uso. Se eles não puderem ser reutilizados de forma alguma, o ideal é que sejam encaminhados para a reciclagem e voltem para a cadeia produtiva de alguma maneira. Isso é importante para diminuir o uso de novos recursos pelas empresas.

Como fazer o descarte correto do lixo eletrônico?

Estima-se que mais de 90% das peças de aparelhos eletrônicos comuns, como celulares e computadores, possa ser reciclada. Por isso, o ideal é que esses itens sejam desmontados e encaminhados para uma série de locais diferentes e que se responsabilizam pelo processo de reciclagem de cada componente do produto.

Embora a reciclagem de lixo eletrônico pareça ser uma tarefa muito complicada, ela não precisa ser necessariamente um trabalho seu: à população, cabe apenas a tarefa de sempre procurar por organizações ou associações que recolham esses materiais e façam o correto encaminhamento deles. No caos das empresas, a recomendação é contratar um serviço de gestão de materiais especiais ou adquirir um triturador de placas eletrônicas.

Depois de recolhido, o lixo eletrônico é separado e enviado para onde ele poderá ser útil — seja nas indústrias para reutilização, seja em locais apropriados de descarte e nos quais não haverá grandes danos ao meio ambiente.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.