Reciclagem de lixo eletrônico

Já faz algum tempo que lixo eletrônico, também chamado de e-lixo, deixou de ser o spam em caixas de e-mail. Velhos monitores, HDs, memórias, baterias de celular e tantos outros equipamentos considerados ultrapassados acumulam montanhas e montanhas de e-lixo todos os anos. Aproximadamente 50 milhões de toneladas, de acordo com o Greenpeace.

© Depositphotos.com / photographee.eu O lixo eletrônico não deve ser descartado com o lixo comum, mas encaminhado a ONGS especializadas.

A vida útil dos aparelhos eletrônicos também está cada vez mais curta. Novas tecnologias surgem muito rapidamente, tornando os equipamentos facilmente substituíveis, fator que colabora, e muito, com o e-lixo.

O grande problema é o descarte irresponsável desses equipamentos. Muitos deles contêm metais pesados: mercúrio, níquel, cádmio e até chumbo, ou seja, além de ecologicamente nocivos, podem causar danos à saúde das pessoas.

Então, onde descartar o lixo eletrônico?

Antes de mais nada, veja se o fabricante do equipamento que você adquiriu não oferece esse tipo de serviço, algumas empresas oferecem postos de coleta para os antigos aparelhos. Além disso, hoje já existem ONGs que se dedicam a dar um futuro sustentável à sua tecnologia do passado.

A www.lixoeletronico.org por exemplo, criada pelo Instituto Sérgio Motta em conjunto com a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, disponibiliza até um mapa que informa um ponto próximo de você para o descarte desses produtos para reciclagem. Basta digitar um CEP, e alguns pontos de coleta e reciclagem de eletrônicos são encontrados.

A Universidade de São Paulo, USP, também oferece uma ótima solução para os moradores da cidade e região: o Centro de Descarte e Reuso de Resíduos de Informática, Cedir. Ao invés de reciclar uma pequena parte do aparelho eletrônico, casos em que o restante das peças é descartado como lixo comum, no Cedir o processo é todo sustentável.

Assim, todos os componentes daquele equipamento são desmontados, triturados e compactados, mas separados por categoria. Assim plástico, metal ou vidro, por exemplo, são destinados ao local correto. Esse serviço também possibilita que as peças ainda em funcionamento sejam reutilizadas em outros aparelhos. Entrar em contato com o Cedir é simples, basta enviar um e-mail para cedir.cce@usp.br.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.