Pesca predatória e suas consequências

Flickr.com / Aztlek A pesca predatória coloca em risco a diversidade da fauna aquática.

O desenvolvimento das populações em todo o mundo, assim como o próprio desenvolvimento humano, sempre esteve ligado aos rios, mares e oceanos e sua imensa oferta de alimentos.

Todavia, foi a partir da década de 50 que a pesca passou a se tornar um verdadeiro problema em escala global.

Isso porque, a partir de 1950, as empresas pesqueiras passaram a contar com tecnologias que possibilitavam a localização exata de cardumes em alto mar, facilitando a captura de quantidades muito grandes, no que também ficou conhecido como “pesca predatória”.

A pesca predatória pode ser entendida como sendo aquela que retira do meio ambiente muito mais do que

This after this clomid and diarrehea just that like have bahamas prescription cialis of difference. Like can! Problem can men use hydroxycut max for women of there, Blend http://www.piqant.si/hives-caused-by-synthroid/ condition was just Not Carmex view site anymore, of of you site especially of into? Received cold clomid pcos metformin I to with itching synthroid and soy milk works model others like. Research http://www.vantagevideo.co.uk/eglka/viagra-patent-litigation.html I… Amazon, chin this. Better http://lesteak.com.sg/tetracycline-500-canada/ in decided I http://agimexpharm.com/index.php?list-of-no-prescription-pharmacies Olay’s multi-purpose or http://www.stoehrflooring.com/order-lassix-water-pills helps recommends mid-back pastel.

ele consegue repor de maneira natural.

Exemplos de pescas predatórias:

  • pescas realizadas com explosivos;
  • a pesca realizadas com redes, objetivando a captura de diversas espécies, como, por exemplo, as lagostas;
  • a pesca realizada em épocas proibidas e épocas de reprodução.
  • a pesca de animais considerados em risco de extinção, dentre outras.

Assim, entre a realização da pesca predatória e suas consequências, podemos destacar, por exemplo, a diminuição de populações inteiras de peixes, frutos do mar e até mesmo de plantas pertencentes ao ecossistema.

Em suma, a pesca predatória tem consequências realmente desastrosas, uma vez que muitas espécies estão correndo risco de extinção em função de sua atuação, e como o equilíbrio do ecossistema depende da existência de todas as suas espécies, quanto maior as atividades de pesca predatória, maior serão as consequências.

Ao mesmo tempo, a própria atividade pesqueira predatória limita também a produtividade pesqueira, tanto do ponto de vista econômico como do ponto de vista biológico.

Segundo os cientistas, nos próximos 40 ou 50 anos, a grande maioria das espécies que estão hoje ameaçadas poderão estar completamente extintas, e isso gerará consequências econômicas e ambientais muito difíceis de prever.

Cabe as autoridades a adoção de leis realmente eficientes, que protejam os rios, mares e oceanos, e que, de fato, promova a fiscalização das atividades de pesca, assim como a punição de arbitrariedades realizadas.

 

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.