Cientistas criam tinta que dispensa o uso de ar condicionado

Cientistas da Universidade Purdue, Estados Unidos, criaram uma tinta tão branca, mas tão branca, que poderia reduzir ou até mesmo eliminar a necessidade do ar condicionado. Tanto que a invenção já está no livro do Guinness como a tinta mais branca já feita.

O projeto começou há cerca de sete anos com o objetivo de promover economia de energia e combater as mudanças climáticas. A ideia era produzir uma tinta que refletisse a luz do sol de um edifício. O resultado? Uma tinta excessivamente branca que reflete 98,1% da radiação solar e também emite calor infravermelho.

O que torna essa tinta ultra-branca é também o que ajuda a dispersar a luz solar: a altíssima concentração em partículas de diferentes tamanhos de um composto químico chamado sulfato de bário. Isso porque, como o comprimento de onda da luz solar que cada partícula espalha depende do tamanho delas, é a variedade de tamanhos que permite que a tinta espalhe mais do espectro de luz do sol.

Usar essa nova tinta para cobrir uma área de telhado de cerca de 100 metros quadrados pode resultar em uma potência de resfriamento de 10 quilowatts, o que é mais potente do que os condicionadores de ar usados nas maioria das casas. As versões disponíveis atualmente no mercado que são projetadas para rejeitar o calor refletem apenas de 80% a 90% da luz solar e não podem tornar as superfícies mais frias do que o ambiente. Estima-se que usá-la nos telhados das áreas árticas e antárticas ajudaria até evitar o derretimento das geleiras.

De acordo com as estimativas de custo dos pesquisadores, essa tinta seria mais barata de produzir do que sua alternativa comercial e poderia economizar cerca de um dólar por dia em comparação ao custo da energia gasta para manter o ar condicionado em casa de aproximadamente 100 metros quadrados.

Embora existam planos concretos e pedidos de patente para produção e comercialização em larga escala, ainda não há previsão de quando poderemos encontrar essa tinta nas prateleiras dos grandes varejistas. Ou seja, ainda é cedo para contar com esse item na sua próxima reforma, mas já dá pra imaginar que bacana será dispor de uma alternativa que permita economizar energia e, ao mesmo tempo, ajudar o meio ambiente!

Foto de capa: Xiulin Ruan, a Purdue University professor of mechanical engineering, and his students have created the whitest paint on record. Credit: Purdue University photo/John Underwood. Foto extraída do site.

Fontes: USA Today | Business Insider India

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.