Passivo e ativo ambiental: o que são e por que são importantes?

Se por um lado o negócio precisa se tornar sólido e competitivo, por outro, é importante garantir que esse crescimento aconteça em harmonia com medidas e políticas de preservação ambiental. Assim, de maneira bem objetiva, quando falamos em passivo ambiental, nós estamos nos referimos aos resíduos produzidos em função de uma determinada atividade ou, trocando em miúdos, os resíduos que uma empresa produz.

Em geral, praticamente toda atividade empresarial gera algum desequilíbrio ambiental, por menor que seja – até mesmo a poluição sonora, por exemplo. Chamamos de passivo ambiental todos os esforços, ações e compromissos para minimizar, reverter ou extinguir esses impactos.

Qual a diferença entre ativo e passivo ambiental?

Quando falamos em ativo ambiental, estamos tratando de máquinas, insumos e peças que uma empresa já tenha adquirido com o objetivo de minimizar os impactos de sua ação na natureza. 

A principal diferença entre ativo e passivo ambiental é que ativo é tudo aquilo que um negócio faz para controlar seus impactos ambientais; passivo, é qualquer ação voltada para recuperação dos danos causados durante sua operação. Ambos devem fazer parte do balanço patrimonial de uma empresa, até por serem fatores chave na tomada de decisões e fundamentais para evitar prejuízos a longo prazo.

Como as empresas devem lidar?

Embora já tenhamos avançado muito no que se refere à conscientização ambiental dentro das organizações, os termos ativo e passivo ambiental ainda são vistos de maneira punitiva e corretiva em muitas organizações. Mas não precisa ser assim. Na verdade, partindo da premissa de que prevenir é sempre a melhor alternativa, as empresas devem adotar atitudes ambientalmente responsáveis, considerando que elas também ajudam a reduzir os impactos aos próprios caixas da empresa e a consolidar a imagem organizacional séria e responsável.

Quando se atua de maneira preventiva, os gastos com multas e indenizações ambientais são reduzidos e, paralelamente, há um ganho considerável de credibilidade e confiabilidade no mercado — empresas sustentáveis são mais ativas e possuem um bom relacionamento com a comunidade em que estão inseridas.

Dessa forma, é sempre mais estratégico para qualquer negócio que seus administradores comecem a trabalhar de maneira espontânea, evitando infrações ambientais, por meio da aquisição de maquinário moderno e menos poluente, da criação de projetos de preservação ambiental e da implementação de controle de impactos ambientais.

Na busca por lucratividade, um negócio não pode se distanciar das questões ambientais. Em um mundo cada vez mais envolvido com essas questões, alcançar o sucesso empresarial depende de uma atuação ética, coerente e sustentável. 

Fontes: Meio Sustentável | BLB Brasil

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.