Aeroporto de Salvador contribui para a redução na emissão de carbono

O Aeroporto Internacional será o primeiro do país a ter um terminal abastecido por sistemas fotovoltaicos.

O Aeroporto Internacional de Salvador ou Salvador Bahia Airport, o principal do Estado, vem recebendo uma série de implementações voltadas para a redução nas emissões de carbono. Dentre essas ações, estão incluídas as melhorias do sistema de climatização, a instalação de dispositivos inteligentes como sensores de presença nas escadas, elevadores e banheiros, além da substituição de lâmpadas convencionais por LED, que foi responsável pela redução de 134 toneladas de gás carbônico emitido.

Como forma de reconhecimento dessas iniciativas o Aeroporto conquistou este mês o nível 2 da certificação ACA (Airport Carbon Accreditation), concedida pela organização Airport Council International (ACI).

Energia solar

Além das melhorias já realizadas, o Aeroporto também receberá dentro de alguns dias a instalação completa de uma usina solar, que está sendo implementada na pista do aeroporto, e fará dele o primeiro do país a contar com um terminal abastecido por sistemas fotovoltaicos.

A planta recebeu um investimento de cerca de R$ 16 milhões para a instalação de 11 mil painéis solares, representando 4.215 KWp de potência, para uma produção anual de 6.300.000 KWh. A previsão é de que o equipamento entre em operação na segunda quinzena de fevereiro, de acordo com informações da assessoria de imprensa da Companhia.

Quando estiver em operação, a usina solar terá capacidade para produzir 550.000 KWh de energia, o suficiente para suprir 32% do consumo atual do terminal de passageiros – o equivalente ao abastecimento de 3.800 casas populares. Em relação à contribuição ambiental, o sistema de energia fotovoltaica vai reduzir em 30% a emissão de carbono do local, o que equivale a 690 toneladas ao ano.

Esta iniciativa atende a um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Milênio, agenda global da Organização das Nações Unidas que visa metas para ampliação do acesso a energias limpas e sustentáveis até 2030.

Outros reconhecimentos

A obtenção da certificação ACA em nível 2 soma-se a outras conquistas do aeroporto na área de sustentabilidade ao longo de 2019. No começo deste mês, o Salvador Bahia Airport já tinha sido o primeiro das regiões Norte e Nordeste (e o segundo do Brasil) a obter a certificação ACA em nível 1, que reconhece os esforços de mapeamento e identificação de todas as emissões diretas e indiretas de gases do efeito estufa pelo aeroporto.

Foto: Divulgação

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.