Entenda a classificação dos tipos de lixo nuclear

istockphoto.com / thall O lixo nuclear é classificado de acordo com suas características física, químicas e as atividades a que fazem parte.

Todo resíduo radioativo sem utilidade se torna lixo nuclear e deve ser descartado de forma adequada para não causar problemas ambientais e de saúde. A fabricação, manutenção e desativação de armas nucleares são processos que geram esse tipo de lixo, assim como as usinas nucleares e os laboratórios de exames clínicos que utilizam máquinas de raio X e tomografia.

Embora um dos principais problemas relativos ao lixo nuclear seja o seu destino, todo o processo de manuseio, transporte, tratamento e isolamento também requer cuidados. Isso porque qualquer acidente pode causar grandes danos à saúde da população e ao meio ambiente.

Riscos do lixo nuclear

Podemos encontrar um exemplo marcante sobre o desastre que o lixo nuclear pode causar no acidente com o césio 137, que aconteceu em Goiânia há 20 anos. Na ocasião, catadores de lixo buscavam material nas antigas instalações do Instituto Goiano de Radioterapia e encontraram um aparelho radioterápico desativado. Eles removeram o aparelho com um carrinho de mão e o levaram para casa, acreditando que obteriam um bom lucro com as peças de metal da máquina.

Por ignorarem totalmente o conteúdo da máquina, eles desmontaram o equipamento e acabaram expondo o cloreto de césio 137 — um pó branco aparentemente inofensivo e que brilhava em um tom de azul, chamando a atenção de familiares, amigos, vizinhos e curiosos durante quatro dias.

Quem entrou em contato com a substância logo começou a apresentar sintomas de contaminação, que demoraram um bom tempo para serem associados ao césio. Com a informação do ocorrido, a Comissão Nacional Nuclear (CNEN) foi acionada junto com especialistas nucleares para fazer a triagem dos contaminados e o isolamento das áreas afetadas.

Apenas esse acidente nuclear, considerado o maior do Brasil, rendeu uma média de 6 mil toneladas de lixo radioativo — confinado em 14 contêineres, 1200 caixas e 2900 tambores que estão guardados em um depósito isolado na cidade de Abadia de Goiás, onde deve ficar pelos próximos 180 anos.

Tipos de lixo nuclear

Os lixos nucleares recebem uma classificação baseada em suas características físicas, químicas e as atividades a que pertencem. É a partir dessa definição que são definidas as normas de segurança para seu descarte.

Embora nem todos os países possuam a mesma classificação, os tipos de lixo nuclear geralmente são divididos em:

  • Resíduo de alto nível (HLW): são os lixos nucleares de alto poder radioativo, como os combustíveis;
  • Resíduo de nível intermediário (ILW): são os que possuem impacto médio;
  • Resíduo de baixo nível (LLW): são os que menos possuem impacto radioativo, como materiais, ferramentas e roupas que tiveram algum contato com peça radioativa.

Esses resíduos são também divididos de acordo com sua natureza, para que possam receber um tratamento específico como:

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.