Lixeiras bem posicionadas elevam taxas de reciclagem

O Brasil produz, anualmente, mais de 78,3 milhões de toneladas de resíduos sólidos. Embora 30% tenha potencial para ser reciclado, apenas 3% é efetivamente reaproveitado, o que evidencia a importância de se estimular o ato.

Uma simples ação pode auxiliar para o aumento da taxa de reciclagem, segundo uma pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade de Colúmbia Britânica (UBC), no Canadá. Ela consiste em colocar a lixeira da coleta seletiva no lugar mais fácil da casa.

De acordo com o estudo, a colocação de recipientes para separação de resíduos a 1,5 metros das portas de cada apartamento, em um prédio por exemplo, aumenta significativamente os índices de reciclagem e compostagem em 141%. A constatação mostrou que, apesar de grande parte da população se preocupar com o meio ambiente e ter o desejo de reciclar os resíduos que gera, isso acaba se efetivando quando se torna mais conveniente.

Para chegar à conclusão, os pesquisadores instalaram caixas em três locais diferentes: uma área de lixo (a opção menos conveniente), na base do elevador em um prédio (uma alternativa mais conveniente) e por portas de elevador em cada andar (ainda mais conveniente). O teste foi realizado em três prédios de apartamentos multifamiliares em Vancouver, cidade canadense e em dois edifícios de residências estudantis na Universidade.

O resultado

Durante 10 semanas, o lixo foi examinado e pesado. Os pesquisadores constataram que quando as estações de reciclagem foram colocadas a apenas 1,5 metros das residências estudantis, a reciclagem e compostagem aumentaram, em média, 141%, evitando que uma média de quase 20 quilos de lixo, por pessoa, fossem parar no aterro anualmente.
Quando os compartimentos de compostagem foram colocados em cada andar, ao invés do piso térreo, as taxas de compostagem aumentaram em 70%, desviando 27 quilos de composto do aterro, por unidade e por ano.

E nas empresas, como estimular a reciclagem?

Assim como nas residências, dentro das empresas a reciclagem também tem o objetivo de reduzir o volume de resíduos, que traz ganhos, entre outros setores, na economia, ao evitar o desperdício, por exemplo.
Para engajar os funcionários nessa ação, umas das dicas é também facilitar o acesso dos coletores para que a equipe faça o descarte de maneira adequada. A empresa deve fornecer coletores de separação de materiais (papel, plástico, vidro e alumínio), ilhas de armazenamento do resíduo reciclável e ter um receptor do reciclável que realize a coleta do resíduo, para que não haja acúmulo dentro da empresa.

Outro ponto a ser implementado é propagar a educação ambiental e o importante papel da empresa na contribuição com a preservação do meio ambiente. A implantação da coleta seletiva resulta em inúmeros benefícios para a empresa, como a redução da poluição do solo, da água e do ar; gera receita para os pequenos e microempresários; gera receita com a comercialização dos recicláveis; e estimula a concorrência, uma vez que os produtos gerados a partir dos reciclados são comercializados em paralelo àqueles gerados a partir de matérias-primas virgens.
Para garantir o envolvimento dos colaboradores, capacite funcionários que multipliquem as informações e mostre dados que evidencie os ganhos que não só o local de trabalho terá com as boas práticas ambientais, mas toda a sociedade.

Algumas atividades que integrem toda a equipe podem impulsionar ainda mais o estímulo para a participação de todos, como promover gincanas, oficinas de artesanato com materiais recicláveis ou até mesmo festivais de cultura.

Defina metas e o que será necessário para atingi-las, para que o projeto ganhe forma e incentive o engajamento.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.