5 dicas para prevenir a poluição por lixo plástico

O plástico é um material leve e versátil, por isso, está presente em todas as nossas atividades cotidianas. No entanto, nem sempre o seu descarte é feito da forma adequada e, quando isso acontece, o plástico se torna uma ameaça à natureza, principalmente aos ambientes marinhos.

É por isso que a conscientização em relação ao seu uso e descarte crescem a cada dia. Abolir o plástico não é a solução para os problemas, mas é fundamental que os resíduos plásticos sejam devidamente reciclados.

E para que isso seja possível não se deve depender apenas de governos ou empresas. Cada um de nós, enquanto cidadãos, pode desempenhar um papel essencial a este respeito. Por isso, acompanhe 10 dicas para evitar o desperdício e o mau gerenciamento dos plásticos.

1. Lugar de plástico é no reciclável!

Se você está andando na rua e precisa jogar uma garrafa ou embalagem plástica fora, não a deposite em qualquer lugar. Se não encontrar uma lixeira própria para lixo reciclável, guarde o resíduo com você até que encontre um local adequado ou leve até a sua casa.

O plástico não é um material biodegradável ou compostável, portanto, não pode ser descartado sem cuidados, ou jogado na natureza. Esse tipo de resíduo só se decompõe em recicladoras, que utilizarão este material como matéria-prima para dar vida a novos produtos.

2. Coloque o lixo na rua no dia certo

Se no seu bairro existe a coleta de recicláveis porta-a-porta separe o seus resíduos e coloque-os no portão no dia e próximo do horário que o caminhão da coleta costuma passar. Isso reduz o risco de o saco ser danificado e os resíduos se perderem. Agora, se você mora num bairro que não oferece este serviço, separe os seus recicláveis e leve ao Ponto de Entrega Voluntária mais próximo de sua residência.

3. Separe os plásticos dos outros recicláveis

Se você tiver a oportunidade de separar os recicláveis por tipo (papel, plástico, alumínio e vidro) o aproveitamento desses materiais pelas centrais de reciclagem será muito maior.

5. Não use produtos com microesferas de plástico

Existem alguns cosméticos, pastas de dentes e esfoliantes para o corpo que possuem em sua fórmula microesferas plásticas. Ao serem descartadas na rede de esgoto, essas micropartículas acabam contaminando os rios, lagos e até o mar, uma vez que chegam através da rede de esgotos.

Para saber se um produto possui esse componente, basta olhar o rótulo antes de comprar e se houver as palavras polyethylene, polypropylene, polyethylene terephthalate, polytetrafluoroethylene, poly (methyl methacrylate) e nylon, significa que existem microesferas plásticas naquela embalagem.

6. Evite embalagens desnecessárias

Se você vai às compras é possível reaproveitar as sacolas plásticas ou retornáveis que se têm em casa. Além disso, muitos lugares hoje em dia vendem produtos à granel, que permitem que o consumidor leve os seus próprios potes para enchê-los com grãos, sementes, castanhas e temperos, ao invés de colocá-los em sacos plásticos que não serão aproveitados posteriormente.

Seguindo essas recomendações você certamente estará contribuindo para o uso consciente do plástico e essas ações trarão inúmeros benefícios ambientais.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.