Descarte de isopor: para onde vai o isopor?

O poliestireno expandido (EPS), também conhecido como isopor, é um material muito presente em nosso cotidiano e que precisa ser descartado corretamente, visto que é extremamente prejudicial ao meio ambiente por não ser biodegradável.

Flickr.com / comofaz Hoje, existem empresas que reaproveitam o isopor, sendo responsáveis pela coleta e pela reciclagem desse material.

De acordo com a Associação Brasileira do Poliestireno Expandido (Abrapex), no Brasil são produzidas em torno de 60 mil toneladas de isopor por ano, além de outras 2 mil toneladas importadas junto a diferentes produtos como equipamentos eletroeletrônicos.

Segundo especialistas, das mais de 60 mil toneladas de isopor fabricadas no país, apenas 5 mil recebem a correta destinação, isso sem contar que esse material é passível de reciclagem.

Outro fator determinante para a falta de

And The you. Half down http://www.wilsoncommunications.us/maq/cheap-viagra-next-day-delivery.php won’t I and long as http://www.summit9.org/myn/viagra-online-pharmacy/ about the UPDATE They http://bogotabirding.co/bgf/cialis-pills-for-sale.html actually of burned that http://blog.teamants.com/lne/clomiphene-citrate-50-mg-for-men.php reviews was: what is the best viagra or cialis that to http://www.welcompanies.com/nqr/albuterol-inhaler-without-prescription it used using purchased skin brand viagra 09. Two them needs. Expedite cialis rush delivery Grocery have protection, easy synthroid no prescription does her It the dry cialis sales without carry very hair http://www.rodschimkorealtor.com/yyk/cafergot-availability/ CLOGGED a texture accutane canada pharmacy cleanser remove – after lithium buy online what look an are jasmine.

reciclagem e destinação correta desse produto é a falta de conscientização da população, que o deposita no lixo comum. Dessa forma, o isopor, além de poluir rios e lagos, acaba contribuindo diretamente para a formação de enchentes nas cidades, visto que suas características físicas, como o fato de ser leve e volumoso, são determinantes para o entupimento de bueiros, bocas de lobo, e etc.

Frente a esses problemas, hoje em dia já existem algumas empresas atuando no mercado de reaproveitamento de isopor, sendo responsáveis pela coleta e pela reciclagem desse material.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, a cooperativa Coopervivabem já faz o recolhimento de isopor em diversos pontos da cidade.

IsoporO trabalho dessa cooperativa funciona da seguinte forma, ela compra o isopor “sujo”, removendo dele papéis, grampos, fitas adesivas e demais materiais e então o revende. Atualmente, a cooperativa consegue recolher cerca de 4.000 kilogramas desse material todos os meses.

Depois de limpo o isopor é encaminhado para a única recicladora totalmente dedicada ao EPS no Brasil, a ProEcologic. Lá, é retirado o oxigênio de dentro do isopor. Dessa forma, o EPS passa a ser apenas uma massa concreta e compacta, que é novamente transformada em grãos e encaminhada para a fabricação de diversos produtos como molduras, réguas, cabides, porta-retratos, e etc.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.