Conheça as principais causas e consequências da poluição da água

istock.com / Smithore A poluição da água são separadas de quatro formas: sedimentar, biológica, térmica e química.

A poluição das águas é formada quando partículas anormais são inseridas no curso de mares e rios, causando alterações nocivas em sua flora e fauna, prejudicando também o consumo humano. Infelizmente, a água pura e sem nenhuma poluição está em extinção em todo o planeta, e quem a polui também sofre as graves consequências diretas de suas ações.

A extinção da água potável

O homem precisa de água potável para matar sua sede, preparar alimentos e cuidar da higiene pessoal. Essa mesma água também é utilizada para limpeza de ambientes e espaços, além de irrigar jardins e plantações, acabar com incêndios, gerar energia, fabricar alimentos e bebidas e para o lazer.

Para a água ser considerada potável, ela precisa obedecer alguns pré-requisitos: não possuir cheiro, sabor e cor, não sofrer alterações de potabilidade, não conter resíduos tóxicos e não abrigar organismos causadores de doenças. O que acontece, porém, é que a água potável dos rios continuamente recebe esgoto doméstico e industrial, além de fertilizantes e agrotóxicos vindos de plantações.

Esse recurso tão importante para a existência da vida na Terra também recebe diversos tipos de materiais orgânicos e inorgânicos sintéticos, que não se deterioram com o tempo e geralmente contêm elementos tóxicos que ajudam a destruir a vida aquática e afetam a saúde de todo o ecossistema.

O homem também sofre as consequências da poluição da água: além da falta de água potável para consumo, a população acaba desenvolvendo uma série de doenças associadas ao contato com esgotos e substâncias tóxicas. Cólera, hepatite e infecções gástricas são os problemas mais comumente apresentados por em quem consome águas poluídas, mas também há evidências de que câncer e mutações genéticas também estejam associados a presença de metais pesados na água.

Mesmo que as águas dos mares e oceanos não sejam próprias para o consumo devido à salinidade, elas também vêm sofrendo com a maciça poluição vinda de vazamentos de petróleo e combustíveis, lançamento de esgoto doméstico e resíduos tóxicos/radioativos vindos de indústrias e usinas.

Categorias de poluição da água

Para compreender melhor a fonte de toda essa poluição, os agentes poluidores da água podem ser categorizados em:

  • Fontes pontuais: visivelmente identificadas, como os canos de esgoto despejados em rios;
  • Fontes não pontuais: difícil identificação de sua origem, muitas vezes inseridos de forma indireta.

Já os tipos de poluição da água são separados de quatro formas. São elas:

Poluição sedimentar

São sedimentos alojados na superfície dos rios, oriundos da erosão, do desmatamento ou do despejo de produtos químicos que não são solúveis. Este tipo de poluição interfere na fotossíntese e na receptação de luz solar, o que pode ser fatal para a as espécies aquáticas.

Poluição biológica

Originários de esgoto e lixo, esse tipo de poluição aumenta a utilização de oxigênio, desequilibrando o que é usado para a vida aquática. Como consequência, há uma elevada mortalidade de peixes e contaminação da água.

Poluição térmica

Por não ser visível, a poluição térmica é pouco conhecida: trata-se da alteração radical da temperatura da água, abalando o ecossistema.

Poluição química

As substâncias químicas despejadas por indústrias contaminam a água dos rios e lagos, prejudicando o ecossistema presente no local e os que eventualmente fazem uso de suas águas.

Compartilhe:

Entre em Contato com a Fragmaq

Quer conhecer nossos equipamentos e serviços ou compartilhar alguma dica sobre sustentabilidade? Preencha o formulário e envie sua solicitação. Nossa equipe está à disposição para ouvi-lo.